Como aliviar os enjoos durante a gravidez

14 maio 21
4 min
14 maio 21
4 min

No início da gravidez a náusea é comum. Felizmente, os enjoos são benignos e transitórios e, muitas vezes, desaparecem em torno do do terceiro ao quarto mês. Algumas estratégias, contudo, podem ajudar a gestante durante essa fase, tornando o processo ainda mais tranquilo.

Para saber todos os detalhes sobre esse assunto, continue conosco!

O que causa os enjoos na gravidez?

A causa exata desse mal-estar é desconhecida. No entanto, são fatores diretamente relacionados a ela:

  • aumento dos níveis de estrogênio e gonadotrofina coriônica humana (hCG);
  • deficiência nutricional (principalmente de vitamina B6);
  • problemas gástricos devido ao aumento da produção de progesterona.

Fatores de risco

Vários fatores podem aumentar os riscos para os enjoos na gravidez. São os principais:

  • já ter passado por uma gravidez com náuseas e vômitos;
  • estar grávida de um feto feminino;
  • histórico familiar de enjoo na gravidez;
  • ter sofrido enjoos ou náuseas durante o uso de contraceptivos que contêm estrogênio;
  • engravidar muito jovem;
  • ser obesa;
  • estar passando por uma fase de estresse;
  • estar grávida de gêmeos ou trigêmeos;
  • estar na primeira gestação.

Como esse mal-estar se manifesta?

  • Náusea que geralmente surge pela manhã, mas pode aparecer a qualquer momento do dia;
  • fortes aversões a certos cheiros e alimentos;
  • sensação de enjoo que costuma ser acompanhada (ou imediatamente seguida) por pontadas de fome;
  • náusea que surge depois de comer;
  • náusea tão forte que pode causar vômitos.

Quanto tempo duram os enjoos na gravidez?

Normalmente, esses enjoos começam a melhorar a partir do terceiro ao quarto mês de gestação. No entanto, algumas mulheres continuam a sentir náuseas por um período mais longo (após a 20ª semana de gravidez).

Possíveis complicações do enjoo matinal

As mulheres que apresentam enjoos matinais além do primeiro trimestre de gravidez devem falar com o médico. Procure por ajuda, também, se não estiver ganhando peso durante a gestação.

O importante a se saber é que o enjoo matinal geralmente não é grave o suficiente para impedir o crescimento e o desenvolvimento fetal. No entanto, para algumas mulheres grávidas, essa condição pode provocar vômitos intensos e perda de peso.

Quando isso acontece, o diagnóstico é de hiperêmese gravídica, um quadro que causa desequilíbrios eletrolíticos e perda de peso não intencional. Se não for tratada, pode prejudicar seu bebê.

Então, entre em contato com o seu médico imediatamente caso haja:

  • incapacidade de comer;
  • perda de peso rápida e infundada;
  • febre;
  • micção infrequente, em pequenas quantidades de urina e de cor escura;
  • tontura;
  • batimento cardíaco rápido;
  • náusea intensa no segundo trimestre;
  • sangue no vômito;
  • dores de cabeça frequentes;
  • dor abdominal;
  • manchas ou sangramento.

Os episódios graves de enjoos matinais geralmente requerem hospitalização. A hiperêmese gravídica frequentemente requer fluidos intravenosos para reidratação.

Quando procurar um médico?

Apesar de raro, algumas mulheres podem experimentar a hiperêmese gravídica, que é uma versão mais extrema dos enjoos na gravidez. Dependendo do caso, ela pode causar complicações tanto para a mãe quanto para o bebê e, portanto, requer tratamento.

Sendo assim, fique atenta a sintomas como:

  • vômitos implacáveis;
  • perda de peso;
  • diminuição da urina;
  • urina de cor escura;
  • tontura;
  • desmaio.

Além disso, vale ressaltar que as náuseas e vômitos durante a gestação podem ser sintomas de outra doença como viroses, intoxicação, apendicite etc. Logo, se você não conseguir manter nada no estômago por 12 horas (ou mais), tiver vômitos persistentes e/ou com sangue, febre, icterícia, dor intensa, diarreia ou outros sintomas incomuns, procure imediatamente por ajuda médica.

Como contornar os enjoos na gravidez?

1. Coma antes de se levantar

A náusea durante a gravidez geralmente aparece pela manhã e está relacionada principalmente às alterações hormonais próprias da gestação e é agravada por glicemia baixa.

Uma boa estratégia, então, é ingerir algo mesmo antes de se levantar: um biscoito, frutas secas, um suco de fruta ou um chá leve e ligeiramente doce, por exemplo.

2. Faça refeições mais leves

Recomenda-se que a grávida consuma alimentos leves e evite comidas gordurosas, frituras, doces, alimentos picantes ou que tendem a fermentar (repolho, por exemplo). Vegetais, frutas, produtos lácteos ou frutos oleaginosos, como nozes e avelãs, são uma ótima escolha.

É necessário também que a gestante se alimente frequentemente durante o dia. Afinal, o estômago vazio piora os enjoos na gravidez. Além disso, recomenda-se que ela tenha sempre um biscoito ou fruta em mãos para lanches rápidos e uma garrafinha de água para se hidratar adequadamente.

3. Descanse

Fadiga e estresse também podem agravar a náusea da gravidez. São recomendadas, então, pequenas atitudes como praticar atividades de relaxamento, dormir mais cedo e, se possível, tirar uma soneca no início da tarde. No entanto, deve-se tomar o cuidado de não se deitar imediatamente após uma refeição, combinado?

4. Hidrate-se

A ingestão de líquidos (de forma regular e em pequenas quantidades) pode ajudar a reduzir os episódios de vômito. Além disso, uma boa dica é chupar cubos de gelo feitos de água ou suco de frutas.

5. Aposte em soluções alternativas

Há uma grande variedade de abordagens médicas complementares que podem ajudar a minimizar os enjoos na gravidez como, por exemplo, acupuntura, hipnose, meditação, aromaterapia etc.

Enfim…

Viu como é fácil contornar uma situação tão desagradável como esses enjoos na gravidez? Basicamente, é só prestar bastante atenção na alimentação, não passar muito tempo sem comer e, claro, descansar e relaxar bastante!

Agora que você já sabe como sair dessa, que tal compartilhar esse post em suas redes sociais? Assim, outras mamães como você poderão finalmente amenizar um pouco desse mal-estar da gestação!

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook e Instagram)! Estamos te esperando.

Compartilhe esse conteúdo !

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Destaques do Blog

Diagnóstico de glaucoma: quais exames são necessários?
Diagnóstico de glaucoma: quais exames são necessários?
Por ser uma doença silenciosa, o glaucoma crônico apenas é suspeitado durante uma consulta oftalmológica. […]
26 maio 21
3 min
Mamotomia guiada por ultrassom: o que é e como funciona?
Mamotomia guiada por ultrassom: o que é e como funciona?
A mamotomia guiada por US, ou melhor, a biópsia ou exerese vácuo assistida da mama […]
02 ago 21
3 min
Antiangiogênicos: principais dúvidas
Antiangiogênicos: principais dúvidas
Os antiangiogênicos são medicamentos usados para tratar doenças oculares como a degeneração macular relacionada à […]
24 ago 21
2 min
1 2 3 22

Quer falar com a gente?

Deixe sua mensagem para nós e logo entraremos em contato.

    © 2022 AWOR.Todos os direitos reservados. Site desenvolvido pela agência 
    Ákea Digital
    © 2022 AWOR.Todos os direitos reservados. Site desenvolvido pela agência Ákea Digital
    clockcross