Retinopatia hipertensiva: causas, sintomas e tratamentos

29 jul 21
2 min
29 jul 21
2 min

A retinopatia hipertensiva ocorre quando a pressão arterial elevada provoca danos aos vasos da retina.

Inicialmente, as pequenas artérias se estreitam, prejudicando o fluxo sanguíneo. Com o passar do tempo, ocorrem lesões nas paredes dos vasos que resultam no vazamento de fluidos e de sangue.

Sem tratamento, o quadro pode se complicar e levar à perda de visão. Além disso, pacientes com alterações oculares secundárias à hipertensão arterial têm uma maior chance de complicações também em outros órgãos, como os rins.

Sintomas

Na maioria das vezes, o paciente com retinopatia hipertensiva não costuma apresentar sintomas até que a doença esteja muito avançada. Por isso, nunca deixe de comparecer às suas consultas de rotina ao oftalmologista, combinado?

Com a progressão da doença podem ocorrer:

  • embaçamento visual (geralmente nos dois olhos);
  • manchas na visão (defeitos no campo visual);
  • perda da visão.

Causas e fatores de risco

O principal fator de risco para a retinopatia hipertensiva é a hipertensão arterial, um problema crônico que causa sobrecarga dos vasos sanguíneos do corpo, acometendo órgãos como o coração, o cérebro, os rins e os olhos.

Diagnóstico

O diagnóstico é feito por meio do exame de fundo de olho. No entanto, alguns casos podem necessitar de outros exames complementares.

Tratamento da retinopatia hipertensiva

Na retinopatia hipertensiva, o tratamento depende do estágio da doença. A principal medida é o controle da hipertensão arterial e de outros fatores de risco que podem piorar a doença, como o aumento do colesterol, diabetes e alterações de coagulação sanguínea.

Complicações

Os casos mais graves de retinopatia hipertensiva podem provocar quadros como:

  • edema do disco óptico;
  • edema macular;
  • oclusões venosas;
  • hemorragias.

Por fim, dicas rápidas de prevenção

Para se prevenir contra a retinopatia hipertensiva, o primeiro passo é, obviamente, tomar medidas que evitem a pressão alta.

São algumas delas:

  • se você já faz controle de pressão arterial, tome seus remédios corretamente;
  • faça exercícios regularmente;
  • mantenha uma dieta saudável e balanceada;
  • evite fumar e ingerir bebidas alcoólicas;
  • mantenha o seu check-up anual em dia.

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook e Instagram)! Estamos te esperando.

Compartilhe esse conteúdo !

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Destaques do Blog

Mamotomia guiada por ultrassom: o que é e como funciona?
Mamotomia guiada por ultrassom: o que é e como funciona?
A mamotomia guiada por US, ou melhor, a biópsia ou exerese vácuo assistida da mama […]
02 ago 21
3 min
Síndrome metabólica: o que é e quais são suas características?
Síndrome metabólica: o que é e quais são suas características?
A síndrome metabólica (também conhecida como síndrome X ou síndrome da resistência insulínica) é uma […]
13 jul 21
3 min
Peso e IMC: saiba o que é preciso para emagrecer com saúde
Peso e IMC: saiba o que é preciso para emagrecer com saúde
Manter o peso ideal e cuidar da saúde pode ser bem desafiador na atualidade, principalmente […]
25 jan 22
9 min
1 2 3 22

Quer falar com a gente?

Deixe sua mensagem para nós e logo entraremos em contato.

    © 2022 AWOR.Todos os direitos reservados. Site desenvolvido pela agência 
    Ákea Digital
    © 2022 AWOR.Todos os direitos reservados. Site desenvolvido pela agência Ákea Digital
    clockcross