Faça sua pesquisa

blog-post-image

Os efeitos do cigarro na visão

5 Julho 2021

O hábito de fumar é o maior causador de doenças no mundo, além de ser responsável por deteriorar praticamente todos os órgãos do corpo, incluindo os olhos. Quanto mais se fuma, não importa a idade, mais a saúde é prejudicada pelos efeitos do cigarro.

São várias as doenças relacionadas aos tabagismo. Podemos citar desde a bronquite, asma e pneumonia, até o câncer de boca, nasofaringe, pulmão e por aí vai. Porém, nosso foco de hoje é conversar sobre as consequências do tabagismo para a visão.

Por isso, se você quiser saber quais são os efeitos do cigarro no organismo como um todo, não deixe de ler nosso artigo inteiramente dedicado a esse assunto. Para acessá-lo, basta clicar aqui.

No mais, continue conosco para descobrir o que o hábito de fumar pode fazer para a sua visão.

Os efeitos do cigarro nos olhos

1. Catarata

Diversos estudos comprovaram que pessoas que fumam têm o dobro do risco de desenvolverem catarata quando comparados às não fumantes. Esse risco, inclusive, chega a triplicar quando o paciente tem o costume de fumar MUITO.

A catarata ocorre quando a lente natural do nosso olho, conhecida como cristalino, perde sua elasticidade e transparência, adquirindo uma aparência turva e esbranquiçada.

Essa condição, tipicamente relacionada à idade, causa embaçamento na visão, desbotamento de cores e aumento da sensibilidade do paciente à luz.

Para saber TUDO sobre ela, basta clicar em: Catarata: o que é, sintomas e tratamentos.

No mais, os médicos acreditam que o tabagismo contribui para o desenvolvimento da catarata porque este altera as células do cristalino, oxidando-as, e ainda leva ao acúmulo de metais pesados (como o cádmio, por exemplo) nelas.

2. Degeneração macular relacionada à idade (DMRI)

Um dos efeitos do cigarros mais comuns para a visão é a degeneração macular relacionada à idade. É importante saber, inclusive, que o risco para essa doença ocular também é aumentado para pessoas que são frequentemente expostas à fumaça do cigarro (fumantes passivos).

A degeneração macular envolve a deterioração da mácula, parte central da retina responsável pela nossa visão dos detalhes. Na medida em que ela se desgasta, os pacientes experimentam embaçamento, distorções ou pontos cegos em sua visão central.

Os médicos acreditam que o tabagismo provoca a DMRI porque interfere no fluxo sanguíneo da retina, e também pode aumentar os níveis de oxidação das células da mácula.

3. Outros efeitos do cigarro na visão

São outros problemas oculares que podem ser provocados pelo tabagismo:

  • uveíte (que, por ser uma inflamação ocular perigosa, pode ainda levar a outras condições como o glaucoma e o descolamento de retina);
  • retinopatia diabética: em fumantes, o risco de diabetes é aumentado, bem como de suas complicações. A lesão dos vasos da retina é agravada pelos efeitos do cigarro e substâncias tóxicas, resultando nessa condição;
  • irritação ocular e olho seco: ambos causam irritação, vermelhidão, sensação de corpo estranho, coceira e lacrimejamento;
  • úlceras de córnea (principalmente em fumantes que usam lentes de contato).

Efeitos do cigarro na gravidez

Você sabia que os males causados pelo tabagismo também afetam os bebês antes do nascimento?

Durante a gravidez, a mulher fumante transmite toxinas ao feto, aumentando as chances de parto prematuro, estrabismo (olhos tortos) e malformações congênitas, incluindo alterações no desenvolvimento do nervo óptico.

Os bebês prematuros têm mais riscos de serem acometidos pela retinopatia da prematuridade, uma doença grave que pode levar à cegueira.

Enfim…

Calma, nem tudo está perdido. A ciência mostra que parar de fumar em qualquer idade traz benefícios para a saúde, reduzindo progressivamente os efeitos do cigarro e o risco de doenças até que fiquem tão baixos quanto os dos não fumantes.